Arrisque-se mais!

Andei refletindo sobre os perigos da zona de conforto e o fato de que muita gente que eu conheço se acomodou em um daqueles empregos do tipo “não curto, mas paga minhas contas” e fiquei pensando que talvez se a gente tivesse sido educado para desaprender e reaprender (conceito que tá bombando nas palestras sobre Start-ups e Marketing de Conteúdo) talvez teríamos mais coragem para arriscar.

maybe

O problema é que o nosso sistema de ensino altamente ultrapassado só te empurra uma porção de conteúdo, muito deles que você nunca mais vai usar na vida, reforçando sempre que você precisa aprender cada vez mais e que quem detém conhecimento possui tudo. Confesso que discordo médio com isso. Ok que conhecimento é importante, mas não é tudo, e ele está em constante mudança. Em outras palavras: o que você tem como certo, pode ter mudado e estar completamente errado agora.

mind-blown

Para mim, é daí que se origina aquela crença de que se precisa trabalhar com o que se ama para ser feliz, e ficar numa coisa só para o resto da vida. Já falei aqui que não tem nada de errado em não ter atingindo as suas metas de vida, nem muito menos em estar feliz e não curtir muito o seu emprego. Porém, acredito fortemente que não dá para esperar que sua vida melhore e fique tudo as mil maravilhas sem fazer nadica de nada para isso mudar. É batido, mas é válido: “não se pode esperar resultados diferentes fazendo o mesmo.”

obvious

Quero dizer, se você tá ok, obrigadx com sua vida e não se importa de não tá “vivendo aquilo tudo que você sempre sonhou”, massa. Palmas para você inclusive. Ensina para a miga aqui? Contudo, se você tá meio na bad com o rumo que as coisas tomaram e naquela vibe de desmotivação total, algo precisa ser feito, e para ontem! E esse algo precisa começar com você.

me

Sim, você. Eu não posso ir na sua casa e fazer as coisas acontecerem por você. Quem precisa mudar o que não está bom é você. Até porque só você sabe o que não está legal. As vezes é óbvio, entretanto, muitas vezes, requer autorreflexão. Requer você achar um novo propósito para sua vida e descobrir o que pode ser feito para mudar o que te deixa triste. E não vale dizer “nada”, certo? Pois tudo pode se transformar sempre. O que atrapalha é a dificuldade créu velocidade 5 que algumas coisas precisam, mas não desista e se permita mudar.

giphy

Acho que todo mundo precisa se arriscar mais. A gente é tão preso aos bens materiais e a alguns conceitos meio pré-históricos como “em time que está ganhando não se mexe” que temos um medo imenso de perder. Pânico de errar. Pavor de largar tudo e não ser nada daquilo. Mas olha, vale a pena. Vale muito a pena arriscar todas as suas fichas em busca dos seus sonhos. Mesmo que dê tudo errado. E acredite, você pode sim conseguir, mesmo que aquela vozinha chata na sua cabeça diga que não.

yes

E não tem problema se você tentou algo, não curtiu e decidiu mudar de novo. Não somos seres com uma única personalidade e um único gosto. Somos plurais. Você pode sim ser professxr, cozinheirx, surfista e dj nas horas vagas. Você pode ter várias paixões e elas podem se transmutar para outras completamente diferentes ao longo dos anos. Não somos mais a Geração X que almeja se aposentar com louvor na “profissão dos sonhos”. A gente muda a todo instante e isso impacta diretamente no profissional. Podemos ser gerentes em uma empresa de sucesso hoje e estagiárixs numa ONG amanhã, sem grandes baques. É normal, é comum querer mudar.

fine

Isso do você precisa fazer o que ama é uma bela de uma balela não porque seja completamente impossível, mas por dois motivos distintos: 1 – Nem todo mundo está pronto para abdicar de alguns benefícios e se jogar num mar azul para achar essa tal coisa maravilhosa que vai te fazer feliz; 2 – Temos várias paixões, portanto não existe esse um emprego milagroso que tenha todas elas, mas quem sabe duas ou três?

sense

Também não pode ficar mal ou desistir no meio do caminho por causa dos fracassos. Todo mundo sofre derrotas, faz parte do aprendizado. Não precisa nem usar grandes nomes de inspiração. Pensa nas pessoas próximas de você que conquistaram algo na vida. Vale pais, amigos, conhecidos e até colegas de trabalho. Nem sempre foi uma maravilha, teve vários momentos difíceis e algumas muitas quedas, mas eles chegaram aonde queriam ou ao menos tentaram chegar lá.

tenor

Ficou convencidx e decidiu se jogar? Então cuidado com outra ilusão: a de que você vai ficar para sempre feliz e satisfeitx. Não vai ser para sempre, porque nada mais é para sempre. Você pode até achar um job que faça seus olhos brilharem e te motive ir todos dias, dando o máximo de si. Mas pode ser que em 2 anos isso tudo se transforme em algo horrível e você se encontre tão perdido quanto eu agora.

giphy (1)

Eu sei, isso meio que desmotiva. É uma grande meleca você investir pesado em uma área achando que é a oitava maravilha do mundo, chegar no mercado e descobrir que não só não tem nada a ver com você, como era tudo que você NÃO esperava. Mas pode acontecer. O importante é que você se jogou e descobriu. Não há nada PIOR no mundo que um “e se?”. Sério. Um “e se” vai te consumir pouco a pouco ad infinitum. Visto que não saber se daria certo ou não é pior que se arriscar e dar com a cara no chão. Melhor cair e se levantar, pois ao menos você aprendeu algo com aquilo. Se você nunca tentou, nunca vai saber o que poderia ou não ter acontecido. E não saber, é uma angustia que nunca, nunca mesmo, vai te deixar.

never

Então Scila, quer dizer que se arriscar não só pode dar muito errado como eu posso acabar odiando tudo no futuro? É bem por aí… Contudo, vale mais apostar nos sonhos que ficar para sempre na dúvida. Vale mais se jogar no incerto do que ficar na certeza que sua vida é uma droga e você meio que se acomodou com isso. Não concorda?

giphy (2)

Citando um livro incrível que estou lendo (Vlef, do Tiago Mattos): “Acredito que só existe sentido na vida profissional quando você dedica oito horas por dia, cinco dias por semana, onze meses por ano, durante décadas, se essa atividade responder ao seu propósito. Qualquer outra coisa é egoísmo, alienação ou pura perda de tempo.”

giphy (3)

Por fim, um recado amigo: não existe isso do “não dá dinheiro”. Tudo é rentável nessa vida. Afinal de contas, vivemos num mundo capitalista ao cubo. Pode ser que não dê grana da forma como você pensou, no local que você esteja. Porém, em algum lugar, de alguma forma, o seu sonho vira money. Procure, pesquise, arrisque-se. O Google tá aí para ajudar você nessa empreitada.
piscadela

Anúncios

2 comentários sobre “Arrisque-se mais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s