Sobre Sarahah e gentileza

Eu não sei vocês, mas decidi entrar na moda do sarahah e funcionou por um tempo. Isso até alguém vir me por para baixo gratuitamente. Eu fiquei bem triste, não pelo o que a pessoa disse, mas pela atitude tomada. Eu vi tantas pessoas no meu feed recebendo cantadas e mensagens legais que, para mim, o sarahah era um aplicativo com duas finalidades: A) cantar aquele crush que você tem vergonha de flertar com ao vivo (sim, uso flertar, sou de 87 gente!) e/ou B) mandar mensagens legais anonimamente.

joey-piscada
Como eu meio que não tenho crush no momento, ao menos não reais (ah se o Jung-Suk me quisesse…) eu decidi usar como um app para espalhar felicidade. De que forma você pergunta? Simples: mandando feedback positivo para as pessoas sem me identificar.

Yd9383iafU
Você deve estar pensando, “ah, mas isso é balela, não funciona”, pois eu te digo que não só funcionou como me fez feliz deixar as pessoas felizes ☺. Calma, eu vou explicar direitinho.
Quando tem algo que te incomoda ou você não se sente tão seguro fazendo, como desenhar, por exemplo, se um amigo te diz que você se garante, você fica feliz, mas não acredita muito. Certo? Afinal, amigos tão ali para isso mesmo, para te por pra cima. Se os seus não fazem isso, reveja suas amizades 😔. Contudo, se uma pessoa anônima e aleatória vem te dizer que seus desenhos são incríveis, você não só acredita (ao menos um pouquinho) como dá aquela sensação gostosa no peito, quase que um orgulho de si mesmo, sabe? E foi exatamente isso que eu fiz. Eu escolhi aquelas coisas que meus amigos têm/fazem que causam inseguranças e as exaltei. E aquelas pessoas que não tenho tanta intimidade ou não conheço a ponto de chamar de amigo, deixei elogios simples, mas verdadeiros.

tumblr_inline_oeg6se9XmW1sjeu2e_500
O que encheu o meu coração de felicidade foi ver as pessoas printando o que mandei e agradecendo nos stories delas. Até alguns “precisava disso hoje” recebi. E olha, se você nunca fez um elogio gratuito a alguém, faça. Dá muito prazer fazer os outros felizes. Sério, experimenta. Tipo hoje. Tipo agora. Vai, vira para pessoa do lado e faz um elogio sincero agora. Vai por mim, faz um bem danado! E a pessoa vai ficar, como diz Jout Jout, toda felizinha.

giphy16
Acho que isso vem da carência de feedback positivo da nossa sociedade atual. A gente vive num constante “você não fez mais do que sua obrigação”. Não importa o quanto você é bom em algo, nunca vai ser reconhecido o suficiente. E isso meio que endurece a gente. Ficamos meio frios e a rotina vira só isso mesmo, uma rotina. Falta amor, falta carinho, falta reconhecimento positivo. Falta. Dá até para contar nos dedos de uma mão a quantidade de vezes que você recebeu carinho gratuito do universo, não é mesmo? Sabe por quê? A gente tá acostumado a levar muita porrada da vida e acabamos respondendo no mesmo tom. Não sei se você acredita em Deus, mas independente da sua religião, você tem de concordar comigo que Jesus era um cara iluminado. Alguém que diante de toda dor e sofrimento vira a outra face não é um zé doidinho qualquer. É muito, muito, muito difícil oferecer o outro lado do rosto depois de levar umas bofetadas. Digo por experiência própria. Mas olha, ele está mais do que certo.

giphy

Retribuir com ódio, rancor ou até com algumas bofetadas não é o certo. Isso corrói a gente e vai chegar um ponto em que estamos com “coração de gelo” ou no fundo do poço emocional. É necessário fazer um esforço e retribuir com sorrisos, abraços, carinhos e muito amor. Se engana quem acha que sai por cima somente quem pisa em quem te machucou, sai por cima quem se mostra humilde e oferece sorrisos.

Não tô dizendo que é fácil e que sou uma pessoa plena que sempre oferece a outra face. Que nada, sou humana! Eu escorrego muito mais para o lado do “vou revidar” do que o do “vou perdoar”, mas tenho trabalhado muito isso em mim porque ao menos agora eu enxergo que revidar só atrai mais energia negativa para mim mesma. Às vezes, eu explodo, prometo revidar e tenho uma conversa nada agradável comigo mesmo, imaginando que estou falando com a pessoa. Aí deixo escapar e fico bem. Não cumpro nenhuma dessas promessas e sigo em frente oferecendo a outra face. Esta pode ser uma dica se você é tão “intensx” ou “explosivx” como eu. Mas tenta responder com positividade, mesmo que seja difícil, mesmo que não consiga sempre.

dont-give-up
Se todo mundo deixasse apenas comentários positivos nas postagens, vídeos, fotos, grupos de WhatsApp, aplicativos, ao vivo, whatever, o mundo seria um lugar melhor. É tão mais fácil culpar o outro pelo dia ruim, pelo seu plano que não deu certo, pela vida que não tá lá assim tão boa. Mas na verdade, a resposta está em si mesmo.

Comece um caminho de positividade, e tudo vai mudar. Não do dia para noite, mas aos poucos. Não gosta de algo? Achou aquele vídeo um lixo? Não veja mais. Exclua, deixe de seguir. Mas não perca o seu tempo e o da pessoa deixando um comentário negativo. Criticas construtivas são bem-vindas se dadas com tato, pois se você é rude, pode ser entendido como um comentário maldoso também. Você vai ver que fazer comentários positivos e sinceros (porque também não vale mentir, tá? Tem que partir do seu coração em harmonia com seu cérebro) vai te deixar feliz. É uma forma de aprender a ficar feliz quando os outros estão felizes ao invés de sentir inveja deles. Mas aí isso já é tópico para outra conversa.

giphy (1)
Encerro minha tese com uma frase do pensador Jesus que acho ao mesmo tempo engraçada e verdadeira: ame seus inimigos, isso os deixará loucos! ❤️

Anúncios

4 comentários sobre “Sobre Sarahah e gentileza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s